Rafael Belattini: A relação entre Brady e Belichick, e a besteira do Amendola

Pela segunda vez seguida vamos assistir o Super Bowl como meros espectadores e, sem espaço para falsas modéstias, isso já está começando a me incomodar.

Pois se algum torcedor de outra equipe estiver lendo isso e achar que é arrogância, saiba que não. O que acontece é que é fácil se acostumar com coisas boas e o New England Patriots nos mimou durante muito tempo.

Contudo, seguimos vendo a movimentação além da grande final, projetando quando retomaremos nosso protagonismo e comentando o que rola no mundo da bola oval.

Sem essa de “bad blood”

Tom Brady relaxed on free-agency decision: 'Time to figure things out'

Durante a diferente “Opening Night”, na segunda-feira, Tom Brady dirigiu palavras bem carinhosas para Bill Belichick ao ser perguntado sobre seu ex-treinador.

Claro que imediatamente surgiram os comentários de que o camisa 12 “não ia falar mal publicamente”, que a declaração foi apenas para manter aparência, etc.

Mas por que ele precisaria forçar um bom relacionamento nessa altura do campeonato?

Já tive que lidar com questionamentos sobre pessoas que eu não gostava muito e por algum motivo não devia deixar transparecer. A resposta poderia ser bem mais fria, evitando principalmente a afirmação de ter um “grande relacionamento” com BB.

É completamente normal que divergências tenham aparecido nos 20 anos de relacionamento entre técnico e quarterback, mas quando você tem profissionais dos dois lados, esses problemas são resolvidos de uma forma bem mais tranquila.

O relacionamento nos Patriots pode ter azedado, mas ainda não acho que foi esse o motivo da saída do quarterback.

This is the way

Ex-Patriot Danny Amendola: Belichick Is Like a High School Principal -  InsideHook

Danny Amendola sempre será lembrado por suas brilhantes atuações nos playoffs em New England, mas perdeu uma grande chance de ficar quieto.

Entendo a vontade de bajular o ex-companheiro de time, mas dizer que o “Patriots Way” se resume à Tom Brady, com todo respeito, é uma grande estupidez. Até porque o nome não é “Brady Way”.

Foram vários e vários relatos de ex-companheiros contando como Brady seguia as duras regras do Belichick e até sofria mais com elas, sendo usado como exemplo – “Se até o Brady toma dura se erra algo, imagina eu”.

A explicação para os Patriots estarem fora dos playoffs enquanto Brady está no Super Bowl, meu caro Amendola, é que um dos lados está com Gronk, Evans, Godwin, enquanto o outro…

Menos uma opção

Matthew Stafford é uma carta a menos no baralho dos quarterbacks que poderiam preencher a vaga em Foxboro.

Sei que muita gente entende que a proposta supostamente feita pelos Patriots aos Lions (uma segunda rodada e alguns jogadores de defesa) foi apenas “por fazer”, mas talvez ela seja mais próxima da realidade do que o que foi pago pelos Rams.

A franquia de Los Angeles vai para mais um “All In”, pagando caro por um bom QB para substituir o que parecia ser o elo fraco no time que “precisa” ganhar um Super Bowl imediatamente.

Restam ainda boas opções por aí e sinto que teremos que segurar a ansiedade por um bom tempo, pois não espero o nome dos Patriots envolvido em qualquer tipo de “blockbuster trade”.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 4 comentários

  1. muito sensato o texto e não tem como deixar de concordar, sempre vi os patriots como a ferrari na F1. Sempre ouvi varios falando, a ferrari tem otimos carros mas não é qualquer piloto que consegue dirigir, é um carro que precisa de um grande piloto pelos seus detalhes, vejo os patriots assim sempre teve merito do Brady mas ele sempre esteve num grande carro que tem seus detalhes e tambem se escorava no talento do Brady e ambos os lados sempre perceberam isso não acho que ele foi politico nos comentarios ele reconhece a grandeza do que ele vivenciou

  2. Vi essa notícia pelos notícias do meu Google, e fui ler…

    Me desculpe a sinceridade, mas Belichick sempre foi bem duro com Brady e sempre dizia que qualquer QB de colégio de Boston seria melhor que ele… Sério ninguém aguenta 20 anos disso… E essa fórmula cansa e muitos QB não gostam e nem querem… O próprio Stafford disse que a única franquia que não iria querer ser trocado é o pro time de Belichick, e algumas fontes dizem que Watson também não quer ir pra lá justamente pela forma que seu HC trata seus comandados (afinal ele não tem experiências boas com filhos de Bill). A verdade que já estão a 2 anos sem chegar a uma final de conferências e a uma temporada sem os Playoffs é porque seu GM “drafita” e “troca” muito mal… E queria ver demitir o GM e manter o HC… Porque que ele é um técnico campeão não dá pra negar… Mas a fórmula está desgasta…

  3. Um bom texto mas tudo no Patriots girava em torno do Brady. O Amêndola está certo. Mas o Rafael Carlos foi feliz no comentário, o grande sucesso do Brady se deve a uma boa gestão que possibilitou uma equipe de qualidade para ele reger.
    Fato é que todo esporte coletivo é coletivo um único atleta não vence nada, entretanto observamos com frequência que alguns atletas estão sempre disputando os grandes campeonatos. Coincidência, não? Sempre torci para o Brady, o Patriots cometeu um grande erro.
    Estão com uma baita “dor de cotovelo”.
    Vão dizer também que Patric Mahomes não é tanto assim, o time que é muito bom?
    Responder que sim é ser um grande babaca.
    Os dois são muito acima da média, estão acima dos melhores, vez por outras tirando “coelhos da cartola”.
    O mais novo acredito possa superar o Veterano, mas tem muito tempo para que isso aconteça.
    O próximo Superbowl não nós diz qual é o maior mas o que está melhor na atualidade. Chegar ser covardia um jovem contra um “idoso”,kkkkk….
    Certamente um jogo lendário.
    Go Patriots! Esqueci, KKK, Go Buccaners, kkkkk, chora New England, Kkkk…

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.