Rafael Belattini: A esperança e os estranhos dias pela frente

patriots

Não preciso ser mais um a ver aqui dizer que o que foi apresentado no domingo não foi o sonho do torcedor de New England. Principalmente na semana 17, jogando em Foxboro e… contra os Dolphins.

Pela primeira vez em 10 anos teremos que vestir a camisa na primeira semana de janeiro. A rodada de wild card não será apenas para observarmos o pior seed vencedor e imaginarmos como será o confronto no Gillette Stadium na semana seguinte. Agora já tem temporada em jogo.

O mais lamentável é ver uma exibição dessas justamente depois da melhor apresentação da equipe na temporada, na minha opinião. Será que o segredo é esse? Devemos nos abraçar à “zica invertida”?

Antes de falar qualquer outra coisa acho importante fazer um esclarecimento: quando eu ou qualquer outro analista deste site falamos algo negativo sobre o time não quer dizer que não torcemos ou abandonamos a equipe. Muito pelo contrário.

Se a ideia for apenas elogiar, não importa o que aconteça, não precisa nem entrar por aqui, basta fantasiar uns 30 ou 40 elogios sobre uma derrota e ir dormir feliz.

Oras, só o que falta é torcedor de um time comandado por Bill Belichick, o cara que nunca sorri, não conseguir conviver com críticas. Não durariam mais do que um dia se trabalhassem por lá.

Criticar não quer dizer que nos esquecemos toda a alegria que a organização nos fez sentir, como ficar gritando na madrugada na interceptação do Butler ou passar a noite em claro tentando entender como um 28 a 3 virou um quinto anel. É justamente por essa excelência histórica que cobramos tanto.

Nós, torcedores dos Patriots, não podemos nos contentar com pouco.

Voltando ao cenário e já entendendo que todos já criticamos demais a passividade no final do primeiro tempo, a ausência da defesa nos momentos críticos do jogo ou a leitura completamente equivocada do Brady na pick-6, é preciso ponderar.

A semana passada não foi um acaso, assim como já vimos New England aprender nas derrotas.

Será que uma atuação convincente aliada ao jogo que todos apontavam como o mais fácil do calendário acabou tirando o foco de todo mundo? Aquela ideia de que “venceremos quando quisermos”?

Não é o fato de ter que fazer um jogo a mais que vai me fazer ficar mais ou menos confiante.

Uma semana de descanso poderia ser até prejudicial, tirando o foco, enquanto a derrota pode deixar o time mais atento.

Kyle Van Noy já passou um recado que o torcedor certamente gostou: é a chance da “revenge tour” contra os times que bateram New England nos últimos anos, começando pelos Titans.

A preocupação existe apenas pela bipolaridade da equipe, capaz de fazer jogadas fenomenais tanto no ataque quanto na defesa e depois desaparecer, cometendo erros infantis – o time de especialistas não está nessa parte do texto, pois para eles só tenho elogios.

Mike Vrabel tem bastante conhecimento sobre a franquia, Ryan Tannehill também pode causar danos como Fitzpatick causou no domingo, improvisando corridas que prolongam campanhas. Isso sem falar do risco que um corredor como Derrick Henry traz para a partida.

Mas quem quer ser campeão tem que passar por tudo isso, e a defesa dos Titans também permite muitas big plays, o que transforma o cenário em uma bela chance de grande jogo.

Por mais dúvidas que tenhamos sobre a equipe, já tivemos também muitas provas de que eles sabem jogar em altíssimo nível. Vai ser o suficiente? O padrão vai ser alto durante todo o jogo?

Bom, esses são os grandes questionamentos.

Sairemos da rotina com um primeiro sábado de 2020 muito mais tenso do que na última década, mas a torcida é para que a única mudança seja essa e não passemos a ser meros expectadores nas semanas seguintes.


Rafael Belattini

Rafael Belattini é jornalista com passagem pela ESPN e cobertura de dois Super Bowls. No Patriotas, Belattini escreve sua coluna semanalmente para falar sobre o seu time do coração, o New England Patriots. Siga Rafael Belattini no twitter.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 4 comentários

  1. Sinceramente não acredito que chegaremos ao SB essa temporada, acho que não passaremos dos chiefs. Mas como torcedor dos patriots não acho que tenha algo errado, acredito simplesmente que esse time ( ataque) não deu liga. E também tivemos muitos imprevistos, tais como o problema de saúde de nosso center e Antônio Brown e Gordon que nos deixaram na mão por problemas extra campo. Vamos seguir sempre apoiando e com certeza estamos no caminho certo

  2. Excelente análise Rafael.
    Quem realmente torce pelo NE tem que saber reconhecer os defeitos e não apenas elogiar. Acho que não é a melhor temporada dos Pats, mas torço para que o técnico e Tom Brady achem as soluções pros vários problemas do nosso ataque, principalmente e nossa defesa!!
    É aguardar e continuar torcendo!!
    Abs

  3. Se o Patriots perder esse jogo eles serão eliminados ou eles continuam nos Playoffs?

    1. Se perder o próximo jogo, contra o Titans, vão ser eliminados. Qualquer time que perca jogo a partir de agora, acaba o campeonato.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.