Rafael Belattini: O que Bill Belichick dá, Brian Hoyer tira

Hoyer

Em situações normais a solução seria esperar alguns dias e deixar o calor da partida passar, mas a impressão é de que nem mesmo se esperarmos semanas será possível escrever algo sem deixar a raiva sobre Brian Hoyer afetar.

Semana passada eu escrevi aqui que a responsabilidade da vitória era totalmente do Kansas City Chiefs. O favoritismo ficou ainda maior quando Cam Newton foi diagnosticado com Covid-19. 

A chance de vitória era ínfima, quase inexistente, mas ter Bill Belichick muda completamente este jogo e, na noite de segunda-feira, as chances de “cometer o crime” no Arrowhead eram claras como a luz do dia. 

Rafael Belattini: O que Bill Belichick dá, Brian Hoyer tira

Pela terceira vez nossa defesa foi capaz de segurar Patrick Mahomes sem um touchdown durante todo o primeiro tempo, algo que só com o prodígio justamente nesses três jogos. Só que nosso camisa 2 não só não colaborou como parecia um agente infiltrado para garantir que a vitória ficaria mesmo com Kansas City.

Só que cada detalhe da participação de Hoyer foi lamentável, capaz de realmente ficarmos imaginando na confiança que tinham em Brady para permitirem que um reserva como esse tivesse três passagens por Foxboro e já ganhou quase US$ 30 milhões. 

A campanha dos segundos finais do primeiro tempo, quando o placar deveria pelo menos terminar no 6 a 6, poderia ser o grande exemplo, mas eu pego justamente o que aconteceu logo depois do seu melhor momento

Com o placar ainda em 6-3 e cerca de cinco minutos para o fim do terceiro quarto, um lindo passe para Byrd valeu a conquista de 25 jardas. Duas tentativas de corrida e uma saída falsa depois, faltando 10 jardas para a endzone, veio o fumble. 

Que este tenha sido o último lance de Brian Hoyer como quarterback titular de New England.

E não deveria Belichick ter trocado o quarterback antes? No jogo em que a derrota era provável o certo é apostar na experiência e evitar queimar o garoto que ainda pode ter algo a oferecer.

Fica difícil avaliar a atuação de Jared Stidham, que teve um bom passe para TD, mas acabou com duas interceptações, sendo uma delas uma pick 6 – que foi total culpa de Julian Edelman, diga-se. 

O camisa 4 terminou com apenas cinco passe completados de 13 tentados, mas o contexto do jogo importa muito. 

Quando ele entrou, Mahomes já tinha conseguido encontrar seu ritmo e o melhor dos cenários era de que teríamos uma “trocação” no Arrowhead. O atual MVP do Super Bowl estava com as luvas tinindo e pronto para distribuir socos, mas era pedir demais para quem mal tinha pisado em um gramado da NFL.

Hoyer é capaz de fazer a gente deixar de lado o erro absurdo da arbitragem ao deixar o jogo seguir após aquele strip sack/interceptação em que a defesa tinha tudo para fazer o que o ataque parecia incapaz de fazer: pontuar. 

Fã Clube Oficial Patriotas reconhecido nos Estados Unidos pela New England Patriots

No momento só podemos torcer para que Cam Newton se livre logo do novo coronavírus (é improvável, mas não impossível que ele tenha condições de jogar domingo), ou esperar pelo melhor com Stidham contra os Broncos, desta vez começando o jogo. 

Se é possível deixar o ódio de lado por um instante é para pensar que enfrentamos os atuais campeões de igual para igual, mesmo com uma íngua na posição de quarterback (ok, não deixei o ódio tão de lado).

O 2-2 na classificação permite uma visão mais otimista do que a segunda posição que ela reflete. Ainda confio nos playoffs e, se a Covid-19 permitir, sonhos bem altos. 


Rafael Belattini é jornalista com passagem pela ESPN e cobertura de dois Super Bowls. No Patriotas, Belattini escreve sua coluna semanalmente para falar sobre o seu time do coração, o New England Patriots. Siga Rafael Belattini no twitter.

Acompanhe o Patriotas no Instagram clicando aqui.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.