Rafael Belattini: Sorrisos mais do que justificados

Patriots Rafael Belattini

Se a promessa era de termos um 2022 normal, não teve como acreditar nisso após ver Bill Belichick tirar uma gargalhada de Mac Jones na sideline em pleno dia 2 de janeiro, enquanto uma partida estava acontecendo ainda.

O bom humor do treinador é facilmente justificável pelo placar dilatado e a confirmação da tranquilidade imaginada no confronto com o fraquíssimo time do Jacksonville Jaguars.

Mas a confirmação da vaga para os playoffs, para mim, já torna essa temporada digna de muitos sorrisos de Belichick e companhia.

Pois levar a definição da divisão até a última rodada já deve ser encarado como uma grande vitória para a temporada em que New England contava com um QB calouro e os Bills vinham de uma final da AFC.

Como disse anteriormente aqui nesse espaço, a derrota que mais devemos lamentar é aquela da Semana 1, em casa contra os Dolphins. Mais do que para Buccaneers, Cowboys, Colts ou Bills. Aquele foi o diferencial para o ano.

Mas, reitero, não é um ano para ficarmos remoendo os momentos ruins, ou para fecharmos a cara se sairmos já no primeiro jogo dos playoffs. Bastará olhar a cena completa, a evolução que obtivemos e perceber que temos um quarterback alinhado ao que a comissão técnica entende de jogo.

Mac Jones talvez não ganhe o prêmio de calouro do ano (Chase pediu o troféu de volta no final de semana), e pode não ser nem o mais talentoso QB do último draft, mas sabe fazer exatamente o que Bill Belichick pensa que é importante para o time.

Com uma peça aqui e outra ali, principalmente na posição de recebedores, esse time parece ter futuro e este ano pode ter sido apenas o primeiro passo de um futuro que nos remeta ao passado de tamanha saudade.

Só que esse texto também não está sendo escrito para funcionar como uma despedida, uma ode à temporada que se encerrará logo no primeiro jogo dos playoffs.

Fazendo as projeções do cenário da pós-temporada, o adversário que mais vezes encontrei foi o Buffalo Bills, o que seria uma rodada de wild card memorável, que não me desagrada totalmente.

Mesmo jogando em Buffalo, com a torcida toda contra, acredito que os Patriots teriam boas chances e ainda jogariam “mais leves”. Oras, os campeões, favoritos e donos da casa são eles, então a obrigação está toda do lado de lá.

O importante é dar um passo de cada vez. É hora de nos vingarmos de Miami, tentar dar uma secadinha em Bills e Jets (não vai rolar de forma alguma), e então trabalhar para encarar quem for.

Aquela dinastia já faz parte da história. Agora é hora de apreciar o surgimento de um novo time capaz de botar medo em todos os rivais.


Clique aqui para acompanhar o Patriotas no Instagram.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.