Rafael Belattini: Uma vitória bem mentirosa

Belattini

E lá vamos nós discutir sobre a forma que uma vitória é conquistada!

Antes de começar, é bom deixar claro que todo mundo ficou feliz por ver um W no calendário no domingo. Isso não está para debate: vencer é bom e ponto final.

A discussão, contudo, precisa existir sobre as condições da vitória. Afinal, me responda com sinceridade: você se sentiu mais ou menos confiante com os Patriots após o jogo contra os Texans?

Contra uma das piores equipes da temporada, contra um quarterback calouro de segunda rodada, New England foi completamente dominada e só conseguiu evitar o pior devido à enorme ruindade do adversário, incapaz de aproveitar todas as oportunidades que demos e segurar a boa vantagem que abriram. 

Davis Mills acertou 21 de seus 29 passes e se nos acostumamos a ver Bill Belichick acabar com quartebacks calouros, o jogador dos Texans terminou o dia com 312 jardas e três passes para touchdown. Até com flea flicker fomos humilhados. 

Mas essa não foi a única coisa que pareceu surreal para aqueles que se acostumaram com os times dos Patriots das últimas décadas.

Nosso ataque é o 26º em jardas por partida, o 20º em jardas passadas, 26º em corridas. E nos turnovers, estamos tomando uma surra daquelas. 

Já foram nove turnovers sofridos com impressionantes quatro fumbles. No domingo a bola foi solta por Harris bem em cima da linha e, apesar de entender que não existiu uma imagem conclusiva para a chamada de TD ser revertida, é inaceitável ver tanto descuido com a bola. 

Mac Jones já foi interceptado cinco vezes, mas ele está muito longe de ser um problema pela equipe. Aliás, acho até que o quarterback é uma das poucas boas notícias que os torcedores têm recebido nos últimos tempos. 

Jalobi Meyers também merece crédito por isso, se tornando um alvo confiável por mais que tenha cometido um drop horroroso, quando parecia já estar pensando qual seria a comemoração pelo primeiro TD recebido antes mesmo de, bem, propriamente receber a bola. 

Jones também tem encontrado mais com os tight ends. Isso é um ótimo sinal, já que o investimento foi feito na offseason para trazer os dois melhores nomes da posição disponíveis.

No outro lado da bola, a defesa parece letárgica, perdida. É um festival de tackles perdidos e coberturas mal-feitas. Vou salvar Matt Judon desta conta, pois ele sim tem me agradado bastante. 

Agora, voltando à pergunta feita no terceiro parágrafo: você está mais ou menos confiante?

A derrota contra os Buccaneers me mostrou evoluções, enquanto no domingo eu só conseguia pensar no estrago que Dak Prescott e Zeke Elliott seriam capazes de produzir em Foxboro no próximo final de semana. 

Dá para imaginar os Patriots perdendo quatro jogos seguidos em Foxboro num início de temporada?


Foto de Justin Rex/Associated Press.

Siga o Patriotas no Instagram clicando aqui.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.