Por que os Rams preferiram Anderson ao Gurley nas corridas?

Todd Gurley CJ Anderson Rams

Um setor que pode definir a história do Super Bowl 53 é o jogo corrido. Tanto dos Patriots quanto dos Rams. Vamos então entender um pouco mais como é a divisão dos dois principais running backs de Los Angeles, Todd Gurley e C.J. Anderson.

Por que os Rams preferiram Anderson ao Gurley nas corridas?

Olhando a temporada toda, temos como já esperado, o astro Todd Gurley com a imensa maioria dos snaps entre os running backs.

Foram 75% das jogadas com Gurley no ataque dos Rams. Malcolm Brown, que está na injury reserve, foi o segundo corredor que mais participou com 11.2% e somente na terceira posição vem o ascendente C.J. Anderson com 8.9%.

Porém, nos playoffs vimos que Anderson passou a ser o carregador principal das bolas entregues por Jared Goff deixando Todd Gurley para trás.

Mudança nos Planos

Na regular, Gurley teve 22.5 carregadas de média por jogo. Esse número caiu um pouco no primeiro jogo dos playoffs contra os Cowboys (18) e despencou na final da NFC contra os Saints. Todd teve somente 5 carregadas na partida.

E o mais interessante é que sua participação nos snaps não foi super baixa.

Contra os Cowboys foram 57% para Gurley e 43% para Anderson. Contra os Saints, 54% Anderson e 46% Gurley. Ou seja, na final ele participou, mas não deixaram ele correr com a bola!

Qual o motivo?

Muita gente cogitou que Gurley está machucado. Mas como acabamos de ver, a participação dos snaps foi praticamente dividida ao meio. Tirando a lesão de questão.

Outros dizem que os 2 drops que ele cometeu na final foi o motivo de McVay tirá-lo das corridas como forma de punição. Motivo também questionável, já que a participação nas corridas de C.J. Anderson já era maior antes do segundo drop e será que Sean teria coragem de punir o melhor running back da liga numa final de NFL? Acho difícil.

O que pode explicar essa mudança, principalmente no jogo contra os Saints, é o estilo de jogo diferente dos dois RBs dos Rams.

Gurley é um jogador mais leve e ágil, que corre para todos os lados e ganha dos seus oponentes principalmente na velocidade e no drible.

Já Anderson é, como todos percebemos, mais pesado. Um running back downhill como costumam dizer. Quando pega a bola, acha uma direção e vai na força.

Veja abaixo:

Rbs Rams

Perceba como Anderson tende a correr a grande maioria das vezes no meio, atrás do center e como Gurley tem suas direções bem mais variadas.

Sabendo disso e juntando com a informação de que a DL dos Saints estava desfalcada, principalmente no meio, a escolha por C.J. Anderson acaba sendo mais lógica.

Outro ponto que ajuda formar a decisão, é que Jared Goff estava sendo bastante pressionado pela defesa de New Orleans e ter um RB mais forte para ajudar na proteção do passe, ajuda em dar mais tempo para o quarterback trabalhar.


Acompanhe tudo sobre a preparação dos Patriots para esse Super Bowl seguindo o Fã Clube Patriotas no twitter.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem um comentário

  1. Para o jogo contra os Patriots acredito que o Gurley será mais utilizado. Se o jogo corrido dos rams funcionar e manter o ataque em campo será crucial para que a defesa funcione também, já que não cansaria tanto.
    Para o jogo corrido dos Pats será prova de fogo, pois vai enfrentar uma das melhores defesas da Liga e sabemos que Donald, Suh e Brockers fazem estragos, talvez force o Brady a lançar mais.
    Bom vai ser um ótimo jogo esse SB como sempre.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.