Como foi o recrutamento do QB Danny Etling

QB Danny Etling

O que se tanto esperava aconteceu neste draft. Um quarterback escolhido para ser o novo padawan de Tom Brady. Porém, a surpresa ficou no nome do escolhido, o QB Danny Etling, da universidade de LSU.

Nick Caserio, braço direito de Bill Belichick quando o assunto é recrutamento, falou um pouco sobre como encontraram Danny e de como ele se mostrou adaptável, algo de interesse em New England.

Como foi o recrutamento do QB Danny Etling

A equipe de Caserio teve a primeira oportunidade de olhar de perto o jogador por volta do mês de maio de 2017, quando fizeram um trabalho interno com a universidade de LSU.

Outro momento que chamou a atenção, foi quando o Danny Etling atuou bem no Tropical Bowl, um evento de pouca importância, mas que foi suficiente para o jogador ir ao Combine.

Nick conta que após essas oportunidades, integrantes de sua equipe tiveram outros momentos com Danny. Mas foi no pro day da universidade neste ano que tiveram a melhor chance de vê-lo atuar:

“Ele teve um dia bem extenso no pro day. Ele lançou umas 150 bolas, te juro”.

Etling, que mudou de universidade durante os 4 anos, poderia acreditar que essa mudança contaria negativamente para a sua escolha. Mas para Caserio, isso na verdade é algo positivo para a avaliação dos prospectos:

“Uma das coisas que você observa em alguns desses jogadores é como eles se comportam com transições.
Neste caso, foram vários treinadores, vários coordenadores e diversos esquemas ofensivos para ele se adaptar. Observamos como ele se ajustou com tudo isso. Veja, este jogo é sobre se adaptar, ser versátil. Em uma semana a estratégia de jogo é uma, na outra, é bem diferente”.
“O quão rápido você se adapta, o quanto consegue processar de informações, o quanto você compreende disso tudo e consegue aplicar em campo. Existem algumas evidências e exemplos que mostram que ele conseguiu fazer isso. Isso se mostrou algo positivo para ele”.

O quarterback iniciou sua carreira universitária como segundo quarterback de Purdue e por lá não conseguiu muitas chances e destaque. Sua transição para LSU foi benéfica para a sua carreira, por lá se tornou o lançador principal da universidade.


Se Belichick está tentando fazer o raio cair pela segunda vez no mesmo lugar, tentando acertar com um QB de final de draft, não sabemos.

A única coisa que podemos acreditar e nos agarrar, é que Nick Caserio e sua equipe sabem fazer um trabalho de excelência e isso não pode ser ignorado na escolha de Danny Etling.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 2 comentários

  1. Começo parabenizando pelo excelente conteudo do artigo. Etling na minha opinião se mostrou muito interessante em alguns quesitos para um QB (bom braço, localização dos passes), obviamente tem ponyos negativos e o pior de todos ao meu ver é como ele reage quando ha um minimo de pressão chegando no pocket. Muito se critica com relação aos numeros dele em LSU, mas não podemos esquecer que é uma universidade que claramente aposta no jogo corrido. Pra finalizar gostei do pouco que vi e acredito que esta no lugar certo para melhorar seus atributos. GO PATS!!!

    1. Agradecemos os elogios Jonas!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.