Reforços para a linha ofensiva

Em 2014, a linha ofensiva dos Patriots iniciou a temporada de modo deplorável. Nos 4 primeiros jogos, houve literalmente uma rotação de todas as posições. Eles usaram Nate Solder, Sebastian Vollmer, e Marcus Cannon como tackles dependendo da jogada de ataque. Eles usaram Cannon, Cameron Fleming, Josh Kline, e Jordan Devey no interior da linha. Já Dan Connolly alinharam em todos os três pontos no interior da inha.

linha ofensiva
Esquerda para direita: Sebastian Vollmer, Ryan Wendell, Bryan Stork, Dan Connolly and Nate Solder. (Globe Staff Photo/Jim Davis)

Os únicos jogadores que realmente não entraram em campo foram Ryan Wendell e o rookie Bryan Stork, que estava lesionado. Além disso, Patriots trocaram o all pro left guard Logan Mankins com os Buccaneers, e o técnico Dante Scarnecchia, que comandava a linha desde 1999 se aposentou em 2014, tendo assumido o posto o coach Dave DeGuglielmo.

dave
Dave DeGugliemo

 

Linha ofensiva 2015

Patriots aparentemente já resolveu esse problema, e a linha ofensiva estabilizou no restante da temporada. Hoje os oito melhores jogadores da linha já estão bem definidos, com Solder, Stork, Wendell, Vollmer, Cannon, Fleming, e os rookies Tre Jackson e Shaq Mason adicionados no último draft. Mas a última temporada foi horrível.

Apesar disso, pode parecer surpresa, mas o quarterback Tom Brady enfrentou uma pressão abaixo da média quando comparado com o restante da NFL. O site Pro Football Focus (PFF) analisou e mostra que Brady foi pressionado em 32% de seus snaps, contra a média da liga de 33,4% (que é uma diferença insignificante).

O PFF observa que Brady passou 2,36 segundos no pocket (incluindo playoffs), que foi o segundo mais rápido na liga, atrás somente de Peyton Manning. Isto significa que Brady gastou praticamente nenhum momento no pocket, mas ainda estava enfrentando pressão.

De acordo com o sistema de classificação da PFF, eles têm Brady como o 4º melhor quarterback quando pressionado, atrás de Ben Roethlisberger, Drew Brees, e Ryan Tannehill. Historicamente, Brady tem lidado ano após ano com uma linha desequilibrada, mas ano passado acrescentou uma capacidade de sair do pocket e escapar da pressão defensiva, e com as adições feitas no draft deste ano, esperamos que a linha seja mais forte e proteja mais nosso QB.

E você torcedor Patriota, como acha que será o desempenho da nossa linha ofensiva este ano?

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 2 comentários

  1. Brady fez fazendo treinamento especial para melhor a mobilidade e sair do pocket. Ele não pretende virar um Russel Wilson, mas ter a possibilidade de prolongar a jogada, fugir da pressão e permitir que os recebedores consigam se liberar das marcações. No começo da temporada passada, até o jogo contra o Chiefs, a linha foi horrível e o Brady era disparado o QB mais pressionado, não vou lembrar a stat, mas o percentual de snaps que ele sofria pressão era muito maior do segundo mais pressionado. Esperamos que para esse ano uma linha mais estável e pelo draft muito forte pelo meio também. BB sempre fala da necessidade dos rookies em darem um salto de qualidade no seu jogo para o segundo ano, espero que o Stork possa dar esse salto e solidificar a posição de center.

    1. Até pela questão da idade, ele não será tão móvel, e apesar da linha ter sido melhor no decorrer da temporada, tem muito a melhorar. Esperamos que as escolhas do draft façãm essa parte. E até pelo Stork ter jogado com o Tre Jackson na FSU ja ajuda no entrosamento.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.