Running backs levam Patriots à vitória sobre os Chargers

running backs

No último jogo antes da bye week, os Patriots enfrentaram os Chargers no Gillette Stadium.

Não tivemos um belo espetáculo, mas principalmente por conta dos running backs, os Patriots venceram os Chargers por 21 x 13.

Running backs levam Patriots à vitória sobre os Chargers

Ataque

Alcançamos a metade da temporada regular para os Patriots.

Após 8 jogos, duas coisas são constantes para o ataque de New England: o time consegue muitas jardas, mas menos pontos do que deveria.

Mais uma vez, o ataque travou quando se aproximou da redzone adversária, marcando apenas 1 touchdown em 4 viagens às últimas 20 jardas do campo.

Além disso, 3 drives dos Pats acabaram na linha de 25 jardas.

É difícil estabelecer um motivo principal para tanta ineficiência na redzone.

Um deles talvez seja a ausência de grandes recebedores com exceção de Rob Gronkowski.

O corpo de recebedores dos Pats não é dos mais altos, e, convenhamos, na prática tempos apenas um tight end em campo.

Metade da temporada já se passou e Dwayne Allen segue sem nenhuma recepção.

No jogo, a estratégia dos Patriots era correr para desacelerar o excepcional pass rush dos Chargers.

Com Joey Bosa e Melvin Ingram, um jogo terrestre bem sucedido faria com que eles tivessem outras preocupações além de irem atrás de Tom Brady.

O jogo corrido não funcionou, foram apenas 97 jardas. No entanto, isso não quer dizer que os running backs não foram efetivos.

Pelo contrário: Lewis, Burkhead, e White foram os principais responsáveis pelo ataque de New England.

Foram 163 jardas totais de recepções por nossos RBs, provando mais uma vez que os Patriots possuem um dos backfields mais talentosos da liga.

Brady chegou a mais um jogo com pelo menos 300 jardas. Pena que, pelo que explicamos sobre os problemas na redzone, as jardas conquistadas não estão se transformando em touchdowns.

No tocante à linha ofensiva, a proteção ao passe foi bem, considerando que enfrentamos dois dos melhores pass rushers da liga.

Se não teve um jogo perfeito, Nate Solder completou 5 partidas sem ceder sacks.

Já Marcus Cannon saiu de campo machucado, dando lugar a LaAdrian Waddle. A semana de folga será importante em sua recuperação.

Chargers
Tom Brady mais uma vez ultrapassou a marca das 300 jardas passadas.

Defesa

A defesa dos Patriots, mesmo desfalcada de dois dos seus três principais cornerbacks e sem Malcom Brown mostrou que vem evoluindo.

Para termos uma ideia, veja a diferença entre os pontos cedidos:

Semanas 1-4: 32 pontos por jogo

Semanas 5-8: 12,75 pontos por jogo

Nas últimas quatro partidas a equipe cedeu 14, 17, 7 e 13 pontos respectivamente.

No total, foram 349 jardas totais para os Chargers.

Olhando-se apenas os stats, o grande vilão foi o jogo terrestre dos Chargers. Foram 157 jardas corridas.

No entanto, 87 delas vieram em uma única corrida de Melvon Gordon, em uma falha de contenção no lado esquerdo do front seven.

Aliás, esse vem sendo um problema constante.

Cassius Marsh, Deatrich Wise e companhia não conseguem conter suas extremidades, e os adversários estão correndo por ali.

Desde a saída de Rob Ninkovich os Patriots procuram uma forma de solucionar esse problema.

Os linebackers tiveram mais um bom jogo. Elandon Roberts e Kyle Van Noy no geral deram conta do recado na ausência de Dont’a Hightower.

Na secundária, tivemos o pior jogo de Johnson Bademosi.

O corner cedeu 4 recepções em 6 bolas lançadas em sua direção.

No entanto, Bademosi fez duas partidas boas em três disputadas, então é prudente aguardar mais para julgamentos definitivos.

Já Malcolm Butler foi uma verdadeira força.

Com exceção de um longo touchdown cedido, jogada em que ficou claro um problema de comunicação com Devin McCourty, o lado de Butler foi basicamente evitado por Phillip Rivers, como bem ilustra a imagem abaixo.

Chargers
Philip Rivers evitou o lado coberto por Malcolm Butler (Imagem da NFL Next Gen Stats)

Esperamos que a bye week possibilite o retorno de Stephon Gilmore e Eric Rowe, ajudando ainda mais nessa evolução defensiva dos Pats.

Chargers
Defesa continua evoluindo, mas o pass rush precisa melhorar.

Special teams

Stephen Gostkowski errou dois field goals no jogo.

Muitos torcedores já estão sem paciência e pedindo a cabeça do kicker, mas não há realmente motivos para isso.

Basta olharmos os números totais da temporada: Gost está 20/23.

Além disso, com todos os problemas do ataque na redzone, grande parte dos pontos dos Patriots em 2017 tem vindo dos chutes do nosso kicker.

Por fim, o trabalho geral dos special teams tem sido muito bom este ano, principalmente ajudando os Pats a conseguirem boas posições de campo.

É raro vermos bons retornos pelos adversários.

Além disso, contra os Chargers, os times especiais de New England conseguiram um safety, contando também com o erro do retornador dos Chargers, Travis Benjamin.

Chargers
Special teams dos Patriots estão tendo um ano sensacional.

Destaques

James White: 5 recepções para 85 jardas.

Rex Burkhead: 7 recepções para 68 jardas.

Malcolm Butler: cedeu 1 recepção em 4 passes.

Jonathan Jones: participou do safety e conseguiu uma interceptação.

Chegamos à metade da temporada, e a bye week veio em uma ótima hora.

Temos vários jogadores precisando de tempo de recuperação, a semana de folga ajudará muito nesse quesito.

Precisaremos de todos os jogadores possíveis, pois pela frente nos espera uma sequência de 5 de 6 jogos fora de casa.

É essa sequência que definirá quem são os Patriots de 2017 e até onde eles podem chegar.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.