Se é para lutar, que se lute direito

Esta quinta-feira foi mais um dia movimentado nesse caldeirão chamado “deflategate”. O dia caminhava para ser preenchido apenas com o que restou das polêmicas da última semana, mas dois eventos tomaram as manchetes.

No início da tarde, o New England Patriots resolveu “abrir a caixa de ferramentas” e divulgar ao mundo, através de um novo website chamado “The Wells Report in Context” (veja aqui), todos os argumentos que possui contra o Wells Report.

Em tese, trata-se de tentativa válida de mostrar ao público as falhas que o time entende existirem na investigação da NFL. No entanto, tanto o fato de o time ter usado desse mecanismo quanto o conteúdo do site merecem dúvidas e críticas.

Primeiramente, o simples fato de os Patriots terem divulgado todos os seus argumentos contra as acusações sofridas levanta questões sobre se o time vai mesmo recorrer das sanções a ele impostas pela NFL. Normalmente, quem pretende ajuizar alguma ação ou recurso não divulga seus argumentos com antecedência para não “fornecer armas aos adversários”, que assim terão mais tempo para buscar argumentos para refutá-los.

A impressão é que os Patriots e Robert Kraft, inconformados com a punição e as bases que a sustentaram, resolveram tentar descredenciar as investigações (que, como dissemos aqui e aqui, são bem inconsistentes), ainda que não procurem efetivamente recorrer das sanções.

Caso queiram negar essa impressão, os Patriots possuem até o dia 21 de maio para recorrer contra a multa e a perda de escolhas nos drafts de 2016 e 2017.

Mas o que mais chama a atenção são alguns pontos dentro dos argumentos dos Patriots, pontos estes que merecem críticas.

O primeiro deles é em relação às conversas através de mensagens entre os funcionários Jim McNally e John Jastremski. Como é sabido, em uma dessas conversas McNally se intitula de “deflator”, palavra que significa “esvaziador”.

Na investigação de Ted Wells, o advogado concedeu a essa expressão caráter de prova irrefutável de que os Patriots voluntariamente secaram as bolas.

Para contra-argumentar essa impressão, os Patriots alegaram que a expressão “deflator” nada tem a ver com as bolas, mas seria uma brincadeira entre Jastremski e McNally no sentido de este perder peso.

Ainda que exista a remota hipótese de que isso seja verdade, trata-se de argumento bem inverossímil e completamente desnecessário para a defesa que o time pretende realizar.

Outra questão tem a ver com a tentativa do time de descaracterizar o laudo científico do Wells Report. Para isso, os Patriots se utilizaram de tese de Roderick MacKinnon, vencedor inclusive de um prêmio Nobel.

O problema é que MacKinnon é um dos fundadores de uma companhia na qual Robert Kraft já investiu dinheiro.

Essa escolha, sem querer descaracterizar a competência de MacKinnon ou a honestidade de sua tese, é completamente desnecessária, principalmente porque um dos argumentos de quem defende Tom Brady e os Patriots é o fato de que o escritório de advocacia contratado pela NFL para a investigação não seria imparcial, já que defendera a liga em outros casos.

Não custaria nada a Robert Kraft um pouco mais de diligência no sentido de, a fim de rebater a ciência do Wells Report, buscar o trabalho de alguém que não possuísse quaisquer ligações com ele ou os Patriots. O que não faltam são cientistas dispostos a provar que a temperatura poderia sim justificar a diferença de pressão nas bolas.

Robert_Kraft_Patriots_Duped_Aaron_Hernandez_Murder_Charge_Arrested
Robert Kraft poderia ter sido mais diligente com o modo como lançou a defesa dos Patriots.

Os dois pontos destacados não retiram a validade do site lançado pelos Patriots, já que nele há vários argumentos fortes e plausíveis em sentido contrário ao Wells Report. No entanto, alguns cuidados deveriam ser tomados para que a integridade do site e seu conteúdo não fosse questionada.

Se é para lutar, que se lute direito.

Por falar em lutar direito, no final da tarde a Associação dos Jogadores da NFL – NFLPA protocolou apelação em defesa de Tom Brady, a fim de revogar a suspensão decorrente do Wells Report.

A NFLPA requereu que um árbitro independente das partes julgue a matéria, alegando que:

“Diante do histórico da NFL de inconsistência e decisões arbitrárias em questões disciplinares, é justo que um árbitro neutro ouça essa apelação. Se Ted Wells e a NFL acreditam, como alegam suas declarações públicas, que as provas no relatório são diretas e atribuem culpa, então eles devem estar confiantes o suficiente para apresenta-las perante alguém que seja verdadeiramente independente.”

Pelo acordo coletivo entre jogadores e a liga, a NFL agora tem 10 dias para nomear um árbitro e agendar a audiência para Tom Brady. Esse prazo pode ser dilatado por acordo entre as partes.

Neste dia em que os dois lados punidos (os Patriots e Tom Brady) decidiram agir em defesa de seus direitos, a sensação é a de que o quarterback aproveitou melhor a sua chance.

NFLPA
A Associação dos Jogadores da NFL está atuando em defesa de Tom Brady.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 6 comentários

  1. Puts, os Patriots tinham que recorrer.

    A punição foi abusiva principalmente as escolhas do draft.
    Os Pats tinham que ser menos passivos e começarem a agir.

    Uma duvida, a multa vai influênciar no cap?

    1. Eles ainda podem recorrer. Não, a multa o time paga, não influencia no cap. Também acho que a pior de todas as punições foi a perda da escolha de 1º round. Pior até que a suspensão de Brady.

  2. Mais um ótimo texto consciente. Parabéns Sidney e Patriotas!

    Acho que o tom do texto no site criado pelo Patriots já dá a entender que não vão recorrer, ou se vão recorrer, eles devem, então, ter mais cartas na manga.
    Certo é que NFLPA e Brady vão entrar com o “pé na porta”! Que essa seja a motivação para o SB 50!

  3. Não sei quanto a vocês, mas eu estou pasma em ver a quantidade de haters que temos aqui, inclusive e principalmente na dita midia especializada, doidos para crucificar o time e ridicularizar suas tentativas de defesa e seu fãs por reclamarem da punição, como se não tivessem esse direito.

    1. A má vontade com o time é realmente grande. Tem gente que admite que não há provas mas acha que o time tem que ser punido mesmo assim por conta do “passado de infrações”. Isso é ridículo. O time tem que ser punido baseado na acusação atual e nas provas que ela apresente ou não. Mas não adianta discutir, é torcer para termos sucesso nas apelações.

    2. O que dá ibope hj? desgraça principalmente, é disso que a mídia se alimenta e é isso que chama a atenção do povo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.