Sucesso do jogo terrestre dos Patriots é um esforço conjunto

Se você acompanha o New England Patriots há algum tempo, deve ter se habituado a ver a equipe figurar entre os piores ataques terrestres da NFL. Como consequência disso, vimos várias vezes Tom Brady ser obrigado a lançar quase 50 bolas por jogo.

Em partidas contra os Jets, por exemplo, donos de um tremendo front seven, o jogo corrido é praticamente retirado do plano de jogo, e os Patriots dependem exclusivamente de seus passadores e recebedores, tornando-se um ataque unidimensional.

A temporada 2016 apenas começou, mas em um aspecto ela marca uma mudança na história recente dos Patriots: após 3 semanas, o time possui o melhor ataque terrestre da liga. São vários os fatores que contribuem para esse sucesso.

Sucesso do jogo terrestre é um esforço conjunto

O primeiro fator para qualquer jogo terrestre é a linha ofensiva. Se a linha não consegue bloquear, o running back, por melhor que seja, terá dificuldades de correr com a bola.

A linha ofensiva dos Patriots começou o ano rejuvenescida, com jogadores como Joe Thuney, David Andrews e Ted Karras. A inexperiência não tem sido um fator complicador, e a unidade vem tendo em 2016 um desempenho muito superior ao da temporada 2015.

A volta de Nate Solder, a capacidade de Thuney de chegar ao segundo nível e os “pullings” de Shaq Mason têm sido decisivos para o sucesso das corridas.

Ainda sobre a linha, não podemos ignorar a volta do lendário Dante Scarnecchia ao comando da unidade como um dos fatores da evolução. “Scar” sabe como poucos desenvolver talentos de linha ofensiva, e isso certamente contribuiu para o crescimento dos jovens jogadores dos Patriots.

Jogo terrestre
Histórico do desempenho do jogo terrestre dos Patriots.

Outro fator responsável pela melhora no jogo corrido de New England é o “renascimento” do running back LeGarrette Blount.

Quando chegou em Foxborough, Blount mostrou força no jogo terrestre e teve muito sucesso arrastando defensores e conseguindo jardas difíceis (lembram dos confrontos contra os Colts em 2013 e 2014?).

No entanto, em 2015 o jogador se mostrou lento, hesitante, com dificuldades para encontrar brechas na linha e praticamente sem agilidade pra realizar cortes laterais. Com isso, o desempenho do time pelo solo foi em 2015 o segundo pior da era Belichick.

Em 2016, Blount parece revigorado. Mais rápido, ágil, e com a força de sempre, o “búfalo” de New England já soma 75 carregadas para 298 jardas e 4 touchdowns em apenas três partidas.

Blount, este ano, conta com uma ajuda que fez muita falta em 2015: o fullback James Develin. Develin se machucou ainda na pré-temporada de 2015, lesão que o deixou de fora de toda a temporada passada. Este ano, saudável, o fullback dos Patriots tem ajudado bastante a abrir espaços para os running backs da equipe.

Por fim, um fator igualmente decisivo para o sucesso do jogo terrestre, mas que muitas vezes é ignorado: a qualidade dos bloqueadores fora da linha ofensiva.

Em jogadas de corrida, o foco inicial é sempre a linha ofensiva. No entanto, após os primeiros bloqueios, o sucesso do jogo corrido é diretamente ligado à capacidade de tight ends e wide receivers bloquearem linebackers, cornerbacks e safeties.

Wide receivers, de regra, são jogadores avessos ao contato, principalmente bloqueios. Os Patriots, por outro lado, possuem jogadores extremamente voluntariosos nos bloqueios, principalmente Julian Edelman e Danny Amendola. Por maior que seja o sucesso dos dois recebendo passes, ambos não possuem problemas em cumprir as missões que lhes são dadas para ajudar o jogo terrestre.

Assim, quando jogadores mais novos como Chris Hogan e Malcom Mitchell observam que jogadores campeões como Edelman e Amendola estão “sujando as mãos” nos bloqueios, isso gera uma mentalidade de cooperação e de se colocar o objetivo comum da equipe acima de metas individuais.

Jogo terrestre
Top 5 ataques terrestres da NFL em jardas por partida.

Finalmente, os tight ends, que possuem como metade de sua carga de trabalho bloquear para as corridas.

Os Patriots estão muito bem nesse departamento. Além de Rob Gronkowski ser um dos melhores bloqueadores de sua posição em toda a NFL (talvez o melhor), a equipe adicionou Martellus Bennett, que segundo o próprio jogador afirma, adora “amassar” os adversários com seus bloqueios.

É cedo para dizer que os Patriots terminarão a temporada entre os 5 melhores ataques terrestres da NFL. Tanto lesões quanto queda de desempenho podem complicar essas estatísticas.

O que se pode afirmar é que a equipe mostrou nesse início de temporada que tem todas as ferramentas para ser o ataque mais equilibrado na distribuição de passes e corridas dos últimos anos em New England.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem um comentário

  1. Creio que exista outro fator preponderante para o sucesso do jogo terrestre dos Patriots que não foi mencionado no texto: a suspensão do Tom Brady.

    Como foi dito no início do texto, é do conhecimento de todos que New England se utiliza muito do jogo aéreo, tanto que é comum vermos Brady lançando 50 passes por partida. Com a sua suspensão, porém, creio que o corpo técnico tentou retirar das costas dos novos QBs essa responsabilidade – principalmente em relação ao Brissett – de ter que carregar o ataque dos Patriots nas costas.

    Essa tentativa de tornar o ataque mais variado pode ter tido reflexos positivos em relação a jogadores que participam dos ataques terrestres. Jogadores mais utilizados tendem a se sentirem mais confiantes e úteis, podendo ter seu rendimento elevado – é o caso de LeGarrette Blount.

    Acredito que após a semana 4, que coincide com a volta do Tom Brady, nosso ataque terrestre deverá ter uma queda de rendimento. New England concentra mais o jogo em Brady.

    Enfim, creio que a soma de todos os fatores citados no texto, aliados a esse que mencionei – confiança e utilização de jogadores mais específicos ao ataque terrestres na ausência do Tom -, podem ter contribuído para o Patriots ter o melhor ataque terrestre da Liga após as três primeiras semanas.

    Parabéns por mais um ótimo texto. Grande abraço. #GoPats

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.