Tatidown Patriots – Semana 17: Patriots x Jets

Como dissemos em nosso preview, foi para cumprir tabela que Patriots x Jets se enfrentaram no domingo.

Ainda assim, os Patriots venceram por 28×14, dando adeus a temporada 2020.

A seguir, confira uma breve análise da partida e breves considerações a respeito do futuro do New England Patriots.

Tatidown Semana 17: Patriots x Jets

Olá Patriotas!

É com um sentimento estranho que escrevo a coluna dessa semana.

Afinal, não é de costume para quem acompanha o New England Patriots se despedir da temporada após (ou mesmo antes) da Semana 17.

Mas sabíamos que seria assim, ou chegamos a ter esperanças de que seria melhor.

No domingo, Patriots x Jets se enfrentaram no Gillette Stadium, ambos para cumprir o jogo final de suas tabelas e os Pats venceram.

Patriots x Jets foi a melhor partida de Cam Newton?

Em Patriots x Jets, foi possível conferir mais do mesmo do ataque do New England Patriots, um time com muita dificuldade de chegar até a end zone e finalizar jogadas.

Apesar do drive de abertura promissor, que culminou em um touchdown de James White, o time derrapou no decorrer da partida, tendo o New York Jets chegado a ficar a frente no placar em dado momento do jogo.

Mas no último quarto, os Patriots praticamente fizeram um monólogo e garantiram a vitória.

Depois de semanas cumulando partidas abaixo das 100 jardas aéreas e chegando inclusive a ser colocado no banco na partida contra o Buffalo Bills, Newton jogou bem.

O QB terminou a última partida da temporada com 21/30 passes, para 242 jardas, 3 touchdowns e nenhuma interceptação. Ainda recebeu um passe para TD de Jakobi Meyers.

No jogo terrestre, Cam liderou o ataque com 11 corridas para 79 jardas. Newton correu para 49 jardas, a maior conquista de jardas terrestres para um QB na história dos Pats:

https://twitter.com/Patriots/status/1345798411031896064

Aliás, foi uma partida repleta de primeiras vezes: primeiro TD de recepção marcado pelo RB Sony Michel, primeiro TD da carreira do TE Devin Asiasi e primeiro QB da franquia a receber um passe para TD:

Jakobi Meyers é um dos grandes destaques da temporada 2020. Na partida de domingo, o WR terminou com 6 recepções para 68 jardas, uma corrida de 7 jardas e 1 passe de TD de 19 jardas. Na corrida para 2021, Meyers sai na frente por muito.

J.C. Jackson soberano em 2020

Se na semana passada contra os Bills a defesa fez uma partida muito aquém do esperado, em Patriots x Jets eles entregaram alguma coisa.

O front seven entregou 3 sacks, sendo 1 de Adam Butler e 2 de Chase Winovich.

Wino sofreu altos e baixos durante a temporada. O jogador que funciona muito bem em situações de terceiras descidas teve muitas dificuldades contra o jogo corrido durante a temporada e chegou a ter algumas semanas com participação reduzida na equipe, mas no final, o saldo foi positivo:

No final do último quarto de Patriots x Jets, Jonathan Jones interceptou Sam Darnold da end zone.

A outra interceptação ficou por conta de outro jogador que se saiu vencedor em 2020: J.C. Jackson.

Com Stephon Gilmore desfalcando o time por lesão no decorrer da temporada, Jackson ficou com a responsabilidade de ser o CB1 da equipe. E para quem desde 2019 já apresentava números muito promissores como CB2 de toda liga, o jogador não deixou a desejar.

Na Semana 17, Jackson conseguiu sua nona interceptação na temporada, o que marcou 11 takeaways durante o ano. É o maior número em uma única temporada de um jogador sob o comando de Bill Belichick e o segundo maior número na história dos Pats.

https://twitter.com/Patriots/status/1345832472718827522

A defesa deixou a desejar no decorrer da temporada, mas J.C. Jackson é um dos nomes do futuro.

Aliás, está no ar o Patriotas Awards 2020, já votou?

E agora? O que esperar de 2021?

Para o New England Patriots o ano de 2020 foi estranho, como um todo.

Como se já não bastasse a partida de Tom Brady em março, a pandemia afetou o time como um todo. Na pré-temporada e com os casos de COVID-19 na equipe no decorrer da temporada regular.

Fora dos playoffs pela primeira vez desde 2008, não é o que queríamos, mas sabíamos que seria o cenário mais plausível, diante de tudo.

Desde a incerteza na posição de quarterback, com a chegada de Cam Newton só em 28 de junho, as opt outs de jogadores importantes, como Dont’a Hightower, a ausência de contratações em posições carentes e a união que não rendeu tantos frutos com Newton.

Antes da partida, chegou a ser reportado que Newton e os Patriots seguiriam rumos diferentes em 2021. Não foi bem isso que Bill Belichick deixou claro na entrevista pós jogo.

O fato é que o futuro dos Pats não passa pelas mãos de Cam Newton. E muito menos de Jarrett Stidham.

Foi um ano de aprendizados, para todo mundo. Nós torcedores e os Patriots.

Devin McCourty chegou a dar uma declaração dizendo que no discurso final de Matthew Slater, o capitão frisou que todos devem tirar lições do que 2020 ensinou. De bom, de ruim, e não apenas ter um alívio de que isso chegou ao fim, mas saber lidar e tirar aprendizados de tudo o que passou.

As incertezas são várias e muitas podem ser as partidas nessa offseason, como Thuney, White e até mesmo rumores de aposentadoria de alguns jogadores.

A roda gira, sempre girou, mas nós, torcedores dos Patriots nos acostumamos a sempre girarmos por cima e a estarmos no topo.

Essa foi a primeira temporada de “vida real”, com um time de altos e baixos. E repito do que disse no decorrer dos últimos 4 meses: não será a única. Até setembro de 2021!

______________________________

Siga o Patriotas no Twitter e Instagram para se manter por dentro de todas as novidades do New England Patriots.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.