Tight Ends podem ser um trunfo para Cam Newton crescer

De fato a temporada 2020 foi decepcionante, assim como as atuações do signal caller de New England. No entanto, após uma agitada free agency os novos tight ends podem ser um trunfo para Cam Newton crescer com as cores dos Patriots.

Greg Olsen foi a arma predileta de Cam Newton em Carolina

Greg Olsen wants to make sure Cam Newton isn't forgotten

Com toda a certeza Cam Newton não prima pela excelência como passador. Dessa forma, o camisa 1 precisa de toda ajuda possível.

Nos anos de sucesso do QB pelos Panthers ele possuía uma arma na posição de TE, o ótimo skill player Greg Olsen.

No entanto, se engana quem pensa que o tight end foi apenas uma válvula de escape para o signal caller, na verdade ele foi sua principal arma.

Entre 2013 e 2016 Olsen foi o principal alvo de Cam Newton, acumulando 4.001 jardas e 22 touchdowns no período.

Instagram Fã Clube Patriotas

Assim sendo, fica notório que o camisa 1 se sente confortável com um alvo grande e de qualidade pelo meio do campo e na red zone, onde pode explorar os mismatches.

Smith e Henry darão essa opção em 2021

Hunter Henry 'open to whatever' as TE approaches free agency

Com as adições feitas na free agency fica notório que Belichick optou por ter como armas principais para Cam Newton os tight ends.

Embora também tenha adicionado Agholor e Bourne ao roster, os nomes de maior peso ficam por conta dos TEs Jonnu Smith e Hunter Henry.

Uma das maiores armas ofensivas dos Chargers desde que chegou a NFL, Henry decerto apresenta algumas características que se assemelham a Olsen.

Ao longo de sua carreira o jogador sempre se notabilizou por correr bem as rotas e encontrar espaços no campo, auxiliando o QB a encontrá-lo.

Já Smith possui um combo físico que permite até mesmo com que seja utilizado saindo do backfield com grande sucesso.

Esse duo de tight ends certamente oferece a Cam Newton o que ele não teve em 2020: um alvo prolífico pelo meio do campo e também na red zone.

Com toda a certeza o combo irá expor fraquezas nas defesas, visto que são muito altos e fortes para DBs e muito ágeis para LBs.

Assim sendo, o QB evitará sua fraqueza, passar fora dos números, e poderá explorar seu bom retrospecto pelo meio do campo.

Tudo isso ainda será auxiliado pela incerteza que a formação com 2 TEs trará as defesas, que terão que se atentar a nova dupla dos Pats e também ao ótimo jogo corrido de McDaniels.

Dessa forma, na teoria, Cam Newton tem tudo para crescer de desempenho em 2021 e, caso seja realmente o titular, comandar os Patriots na briga pelo título da divisão.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.