Tom Brady não é bom nos passes longos?

Quantas vezes você já ouviu essa frase nos últimos anos: “Tom Brady não é bom nos passes longos”? Provavelmente várias.

Criou-se um senso comum na NFL no sentido de que Tom Brady não é tão preciso nos passes longos, que esse quesito seria um ponto fraco do espetacular quarterback dos Patriots. No entanto, os números não mentem: Brady é muito preciso quando lança bolas longas.

Tom Brady não é bom nos passes longos?

O ataque dos Patriots nos últimos anos criou sua identidade em torno de recebedores rápidos e ágeis que faziam (e fazem) seu trabalho “entre os números”, ou seja, no meio do campo. Sem um recebedor grande e forte para jogar nas extremidades e fazer rotas em profundidade, passes longos se tornaram raros nos jogos de New England.

Como dito, esses pontos geraram uma ideia de que Tom Brady não era tão bom quanto no passado lançando passes longos. Assim, olhamos os números para derrubar esse mito. Para estatísticas da NFL, um passe é considerado longo quando a bola viaja pelo menos 20 jardas no ar.

Segundo o Pro Football Focus, Tom Brady completou em 2014 48% dos passes em que a bola viajou pelo menos 20 jardas (11/23), conseguindo 340 jardas nesses lançamentos.

Para termos uma ideia, no ano considerado por muitos o auge da carreira de Brady em passes longos, 2007, o quarterback dos Patriots terminou a temporada com aproveitamento de 41%.

Nas últimas quatro temporadas, o melhor aproveitamento de Brady nesse quesito foi 33% em 2012.

Em 2015, o único quarterback da NFL que possui aproveitamento melhor que Tom Brady em passes longos é Matt Ryan, do Atlanta Falcons, com 50%. Ou seja, Brady está à frente de quarterbacks considerados excelentes em passes longos como Aaron Rodgers (35%) e Drew Brees (47%), por exemplo.

Para Brady, que ficou surpreso ao ser informado do seu ótimo aproveitamento, o segredo é trabalhar nas mecânicas do lançamento.

“Sobre as mecânicas, eu realmente tenho tentado trabalha-las. Muitas delas são similares caso se trate de um passe de 5 jardas ou um de 50 jardas.”

Tom Brady
Tom Brady nunca deixou de trabalhar para melhorar as mecânicas de seus lançamentos.

O aproveitamento de Brady é ainda mais impressionante quando constatamos que o quarterback possui 38 anos de idade. Para Josh McDaniels, coordenador ofensivo, a idade até agora não parece ter afetado o desempenho do seu quarterback:

”Ele certamente faz seu trabalho, quer seja força e condicionamento, flexibilidade, nutrição. Todas essas coisas concorrem para isso. Eu tenho estado perto dele por um longo tempo e não percebi nenhuma queda em qualquer desses quesitos: velocidade do passe, toque, precisão, habilidade para fazer alguns passes em movimento. Ele sempre tenta melhorar em todas as áreas do seu jogo.”

Um fator que contribuiu para a longevidade de Tom Brady foi uma carreira sem grandes lesões nos braços, ombros e quadris, partes que afetam diretamente a mecânica dos lançamentos.

Se considerarmos o que Brady tem feito aos 38 anos de idade em uma liga cujo auge dos atletas ocorre antes dos 30 anos, começa a não parecer tão absurda a ideia lançada por ele de que pretende jogar mais 10 anos.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.