Como foi o último confronto entre Patriots e Chargers

Patriots

Na temporada passada o Los Angeles Chargers foi até Foxborough enfrentar os Patriots na oitava semana da temporada regular. O jogo terminou com a vitória dos Patriots por 21-13.

Um ano e meio depois da última partida entre os dois times, as equipes voltam a se encontrar, agora nos playoffs.

Como foi o último confronto entre Patriots e Chargers

Defesa

Começando pelo lado defensivo da bola já vemos muitas mudanças em relação ao time que enfrentou os Chargers em 2017. Alan Branch, David Harris, Jordan Richards, Johnson Bademosi e Malcolm Butler foram titulares naquela partida. Nenhum deles está presente no elenco atualmente. Além disso, Cassius Marsh jogou 50% dos snaps.

O front seven, apesar de não ter conseguido nenhum sack, conseguiu pressionar Philip Rivers o suficiente para que ele não tivesse um pocket limpo durante todo o jogo. A dificuldade da unidade foi em parar o jogo corrido.

Melvin Gordon foi o destaque dos Chargers com 14 carregadas para 135 jardas e 1 TD (sendo uma corrida de 85 jardas para TD).

O outro touchdown de Los Angeles veio através de Travis Benjamin, que aproveitou uma falha de comunicação entre Butler e McCourty para entrar na end zone. Benjamin foi o melhor recebedor do time na partida, além do TD, ele finalizou o jogo com 5 recepções e 64 jardas.

Se New England quiser vencer no domingo, a defesa terá que fazer um trabalho melhor limitando Melvin Gordon, caso o contrário, Los Angeles, com certeza, tirará proveito da deficiência da defesa dos Patriots.

Falhas de comunicação também não podem ocorrer, são “7 pontos de graça” para o adversário que, em um jogo de playoffs, podem fazer toda a diferença.

Ataque

O ataque sofreu menos mudanças do que a defesa, no entanto foram mudanças em posições importantes. O principal RB da equipe no jogo contra os Chargers foi Dion Lewis (15 carregadas para 44 jardas). O segundo jogador com mais carregadas foi Mike Gillislee, com 11, para 34 jardas.

O  jogador da linha ofensiva que protegia o lado cego de Tom Brady ainda era Nate Solder. Agora a responsabilidade de deixar Melvin Ingram longe de Brady está com Trent Brown. Falando em Melvin Ingram…

O front seven dos Chargers, assim como o dos Patriots, conseguiu infernizar a vida do QB adversário o jogo inteiro, a diferença é que eles conseguiram 3 sacks em Brady.

A arma secreta do ataque de New England foi James White. Com o jogo terrestre não conseguindo se impor na partida, White se destacou recebendo 5 passes para 85 jardas, o melhor recebedor da equipe no jogo.

O problema da unidade nesse jogo foi uma dificuldade que vem se repetindo nesta temporada. Red zone. O único touchdown dos Patriots aconteceu ainda no começo do jogo, quando a defesa dos Chargers se atrapalhou e Brady achou Gronkowski livre na end zone.

Depois disso foram 4 pontuações vindas dos pés de Gostkowski (e um safety marcado pelo special teams).

Sony Michel terá bastante trabalho para passar pela defesa de Los Angeles, e já vimos anteriormente que quando o jogo corrido não engrena esse ataque cai muito de rendimento.

Red zone também não pode ser um problema. É um jogo de vida ou morte, temos que anotar touchdowns! Por fim, Gostkowski tem que estar com a pontaria em dia.

No último jogo ele acertou 4 chutes e errou 2. Sabemos bem como um field goal ou extra point errado faz falta nos playoffs.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.