Entendendo a virada histórica sobre os Jaguars

Jaguars

Na final da AFC, os Patriots venceram os Jaguars de virada por 24 x 20 e avançaram para o 10º Super Bowl de sua história.

A virada não foi a maior nem a mais importante (o último Super Bowl foi talvez insuperável), mas as circunstâncias que envolveram o jogo fazem dessa final da AFC um jogo histórico.

Vamos tentar entender como os Patriots tiraram mais esse coelho da cartola.

Entendedo a virada histórica sobre os Jaguars

Como tem acontecido com certa frequência ultimamente, os Patriots não inicaram bem a partida.

A defesa jogou relativamente bem nas primeiras campanhas do primeiro quarto. Já o ataque, após o field goal anotado na primeira campanha, simplesmente travou diante da bela defesa de Jacksonville.

No segundo quarto, as coisas começaram a tomar um contorno assustador para os Patriots.

O ataque continuou com muitas dificuldades, sem conseguir envolver Rob Gronkowski no plano de jogo e vendo a defesa dos Jaguars fazer jus a ser considerada uma das melhores da liga.

Não bastassem os problemas do ataque, a defesa entrou no modo “soft” no final do primeiro quarto e até o intervalo não teve forças para segurar o ataque dos Jaguars.

Para se ter uma ideia, Blake Bortles acertou 13 de 15 passes tentados para 155 jardas e 1 touhdown no primeiro tempo.

Esse quadro levou New England a se encontrar em uma desvantagem de 14 x 3 pouco antes do fim do segundo quarto.

Contra a defesa de Jacksonville, essa diferença seria insuperável para quase todos os times da NFL. Não para os Patriots.

Nos últimos minutos do segundo quarto, o ataque dos Patriots despertou, e o time orquestrou o drive de seu primeiro touchdown na partida.

New England Patriots vs Jacksonville Jaguars, 2018 AFC Chcampionship : News Photo
Tom Brady teve mais uma performance histórica contra a melhor refesa da NFL (foto de Erick W. Rasco /Sports Illustrated/Getty Images)

No segundo tempo, os problemas do início do jogo retornaram, principalmente no ataque dos Patriots. O time não pontuou no terceiro quarto.

Para piorar, os Patriots perderam Gronk após o tight end sofrer uma concussão em um violento tackle que atingiu sua cabeça.

A defesa continuou cedendo jardas e permitindo drives longos, mas encontrou seu caminho na redzone e os Jaguars tiveram que se contentar com um field goal como única pontuação do terceiro período.

No último quarto, as coisas ficaram ainda mais complicadas. Os Jaguars chutaram mais um field goal para abrir 10 pontos de vantagem faltando aproximadamente 10 minutos de jogo.

Dizem que os grandes são definidos pelo modo como se portam frente às adversidades. No momento mais delicado, quando as adversidades chegaram ao máximo, quando as chances de vitória quase se esvaiam, os Patriots despertaram.

E o que se viu com esse despertar foi um “vintage” Tom Brady.

Contra talvez a melhor defesa da liga, que havia cedido menos de 170 jardas aéreas de média na temporada, Tom Brady lançou para 138 jardas no último quarto! Isso sem Gronk, sem jogo terrestre e com 12 pontos na mão direita.

A performance histórica de Brady contou com mais uma clássica atuação em playoffs de Danny Amendola.

A palavra “clutch” não faz jus ao quanto Amendola aparece em momentos decisivos nos playoffs. Não importa o down, a quantidade de jardas, o período do jogo, a defesa adversária. Amendola sempre consegue agarrar os passes.

Talvez a jogada que definiu a virada dos Patriots foi uma conversão improvável de 3ª para 18 jardas. Brady e Amendola conectaram em um passe que foi um verdadeiro laser.

Dola taambém foi responsável pelo touchdown da vitória, uma bela recepção no fundo da endzone em que o wide receiver mostrou grande controle de seu corpo para manter os dois pés em campo.

Virada, vitória, SUPER BOWL.

Jaguars
Danny “Playoffs” Amendola foi decisivo mais uma vez (foto de Erick W. Rasco /Sports Illustrated/Getty Images).

Brady e Amendola tiveram uma atuação digna de lendas do football, mas muitos outros contribuiram decisivamente para a vitória.

Brandin Cooks chegou às 100 jardas e ajudou em conversões importantes, compensando pelo drop que decepcionou a torcida. Cooks obteve recepções batendo ambos os ótimos cornerbacks dos Jags.

Phillip Dorsett teve apenas 3 snaps, mas conseguiu uma recepção dificílima que manteve os Patriots em campo.

Dion Lewis, mesmo depois de apanhar da defesa dos Jags por tanto tempo, conseguiu a conversão que decretou a vitória.

A linha ofensiva dos Patriots fez um trabalho excepcional. O pass rush dos Jaguars não conseguiu atrapalhar Brady. Alguém ouviu o nome de Calais Campbell? Solder e Thuney não deixaram que fosse pronunciado.

Na defesa, toda a unidade deu a volta por cima após o mau primeiro tempo.

Trey Flowers foi um monstro pressionando e teve um desvio de passe providencial.

O front 7 inteiro anulou Leonard Fournette no segundo tempo, não deixando os Jaguars matarem a partida com o jogo terrestre.

Adam Butler, o undrafted free agent que foi menosprezado por Jalen Ramsey durante a semana, conseguiu seu sack. Como esse sack foi comemorado!

Com exceção de Malcolm Butler, toda a secundária fez um bom segundo tempo.

Como não vibrar com a verdadeira defesa de Gilmore anulando a última tentativa dos Jaguars de virar o jogo?

AFC Championship - Jacksonville Jaguars v New England Patriots : News Photo
Stephone Gilmore calou os críticos com uma defesaça para matar a última campanha dos Jaguars (foto de Kevin C. Cox/Getty Images)

Com a vitória, os Patriots estão no Super Bowl.

Pela frente, o Philadelphia Eagles, um dos melhores times da temporada e que mesmo tendo perdido seu quarterback titular continua atuando em alto nível.

O desafio será imenso, o adversário é forte, mas os Patriots chegam para essa final com os espíritos elevados.

Muito é imprevisível em relação ao Super Bowl, mas de uma coisa podemos ter certeza. Os Patriots nunca estão entregues.

Não importa a vantagem, não importa quanto tempo falte, não importa o oponente.

Quando a bola está nas mãos de Brady, não há adversário que não se encha de dúvidas.

Compartilhe esta matéria:

Share on facebook
Share on twitter

Este post tem 3 comentários

  1. Precisamos falar do Chung.
    Que temporada, que ano! No segundo tempo desse jogo ele foi importante d+! Figura constante na linha ajudando a parar corridas, que jogador é Patrick Chung!

    1. Harrison ajudou um pouco tambem haha

  2. Que jogo louco!!!
    Fiquei tenso demais, suei minha camisa como se tivesse jogado junto ao time, PQP!!!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O Patriotas é um fã clube oficial no Brasil e reconhecido pelo New England Patriots nos Estados Unidos.

Site desenvolvido pela equipe Patriotas.